A Linguagem Biológica dos Ossos Forenses

A Comissão Organizadora do XXI ENEB revela, com enorme entusiasmo, mais um orador para este evento: Dra. Eugénia Cunha. Eugénia Cunha é antropóloga forense, o que significa que estuda o esqueleto humano de modo a identificar pessoas e desvendar como aconteceram crimes. Vais perder a palestra desta cientista que de momento se encontra a estudar o esqueleto de um possível primo de Cristóvão Colombo de modo a perceber se este foi um corsário português chamado Pedro Ataíde?

Eugénia Cunha é Professora Catedrática do Departamento de Ciências da Vida da FCTUC, desde 2003; Consultora nacional para a Antropologia Forense para o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses,I.P., desde 1997; Coordenadora do Laboratório de Antropologia Forense da FCTUC e da unidade Antropologia Forense e Paleobiologia do Centro de Ecologia Funcional; Presidente da FASE, Forensic Anthropology Society of Europe (2009-2015), onde atualmente integra o board como Past President; Fellow da American Academy of Forensic Sciences; Membro fundador e consultora técnico-científica da Associação Brasileira de Antropologia Forense, desde 2014; membro do Pathology and Anthropology Sub-group, Interpol DVI Working Group; diplomada honoris causa pela FASE como perita independente de antropologia forense, desde 2014; membro do grupo de peritos da JRR, Justice for Rapid Response, desde 2013; Perita em vários casos internacionais de antropologia forense (Timor Leste, Guiné Bissau, Mali, França, Brasil). Autora de dois livros (Como nos tornámos humanos, 2010, Imprensa da Universidade de Coimbra) e um internacional de Antropologia forense (2006, Humana Press) e de várias de publicações científicas internacionais. Oradora convidada em vários países e eventos (Espanha, França, Itália, Hungria, Turquia; Brasil, EUA, China, Sri Lanka, México, Kosovo, Eslovénia, República Checa, Indonésia; entre outros); orientadora de 20 teses de doutoramento (16 já concluídas) e 106 teses de mestrado (já concluídas). Coordenadora do Pós-graduação em Antropologia Forense e do Mestrado em Evolução e Biologia Humanas (1998-Dez2017). Professora convidada Université Paul Sabatier, Toulouse (out.2016); Professora convidada, Faculdade de Medicina, USP, Ribeirão Preto, Brasil, bolseira da CAPES, Junho- set. 2017;  Professora do Mestrado e Doutoramento em Antropologia Física e Forense da Universidade de Granada.

A sua investigação centra-se na antropologia forense, especificamente na estimativa da idade à morte e na biologia do esqueleto na perspectiva da identificação.

Não percas esta palestra sobre as ciências forenses que promete surpreender!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s